Header Ads

ad728
  • Breaking News

    Potencializar vendas na internet: 7 dicas para você alavancar seu e-commerce


    1. Tenha uma persona atualizada

    Pense na persona como a idealização do cliente perfeito para seus produtos.
    A criação desses perfis facilita que as campanhas e ações da marca sejam direcionadas para o público mais propenso a percorrer todo o processo de compra.
    Dessa maneira, você diminui os custos com anúncios irrelevantes e tem uma base para pensar em estratégias de marketing mais certeiras.
    Achou parecido com o conceito de público-alvo? A semelhança de fato existe, mas a persona é uma abordagem mais específica.
    Além dos dados demográficos (profissão, idade, sexo, cidade etc.), o perfil de uma buyer persona adiciona particularidades de sua personalidade, problemas que tem que lidar, hobbies e outras características pertinentes.
    Apesar de contar com definições um pouco intuitivas, a criação da persona deve ter com uma base de estudos. Por isso, o levantamento de dados sobre consumidores e clientes em potencial é fundamental.
    Por fim, lembre-se de manter a persona atualizada. Para tanto, observe a mudança de comportamento de consumidores e a flutuação de tendências no mercado

    2 . Busque o primeiro lugar no ranqueamento do Google

    Logo acima mencionamos a jornada de compra do consumidor. Você provavelmente lembra de sua primeira etapa, não é? Trata-se do momento em que a pessoa desconfia que tem um problema e busca pela solução para resolvê-lo.
    Agora, aonde essa solução será buscada? Em um país onde mais de 65% da população está ligada à internet, não é difícil deduzir a resposta: sites de busca.
    Portanto, quando o consumidor realiza a busca em motores como o Google, você vai querer se certificar de que seu site estará entre os primeiros resultados.
    Afinal, cerca de 75% dos usuários nunca clicam em conteúdos que não sejam exibidos na primeira página da busca.
    Então, como escalar o ranking do Google e figurar nas primeiras colocações? Essa é a questão que mantém os profissionais de marketing digital ocupados nos últimos anos.
    Não há — e, provavelmente, nunca haverá — uma resposta definitiva, mas existem técnicas muito eficientes para buscar esse objetivo.

    SEO


    SEO — Search Engine Optimization — é um conjunto de técnicas utilizadas para otimizar páginas da web, visando melhorar o ranqueamento no Google e gerar autoridade para a marca.
    A abordagem só é possível graças ao algoritmo do Google que rastreia e classifica todas as páginas baseando em sua relevância para o usuário que realizou a busca.
    Para utilizar o SEO a seu favor é importante adotar algumas práticas dentro e fora do seu website. O uso de palavras-chave pertinentes a sua persona, por exemplo, é essencial para que o seu conteúdo esteja entre os resultados apresentados.
    Além disso, a qualidade e tamanho do material também exerce influência direta em sua classificação.

    Marketing de conteúdo

    marketing de conteúdo já é consolidado como uma das abordagens de marketing mais utilizadas no mercado.
    Content Trends 2018 revela que 73% das empresas que investem no cenário digital trabalham com o marketing de conteúdo.
    Esse método tem como base a criação de material de qualidade e com relevância para a persona.
    Por meio desse conteúdo, o seu público é atraído para a sua página, e lá você tem a oportunidade de educá-lo sobre suas necessidades e, eventualmente, apresentar seu produto como solução.

    Call to action

    CTA (Call to action) é a chamada para ação. Sua importância para o marketing de conteúdo é tremenda, pois trata-se da chamada que incentiva a audiência a realizar alguma ação, como baixar algum material rico, entrar em contato com a empresa ou, até mesmo, conhecer um produto da sua marca.
    Então, utilizar CTAs que convertam é fundamental para potencializar suas vendas na internet.
    Ele pode vir, por exemplo, em formato de texto ou botão. O importante é que tenha apelo para solicitar a ação imediata de sua audiência.
    O tipo de CTA utilizado depende do objetivo de sua estratégia e das características do seu público.
    Para o aumento do número de vendas, uma boa ideia é incluir um botão que leve diretamente para a página de conversão.

    3 . Pratique o retargeting

    Derivado da palavra target, que traduzida do inglês significa alvo, o retargeting é uma estratégia de marketing digital.
    O método visa atingir pessoas que, previamente, se interessaram pelo seu produto. Sua aplicação prática geralmente se dá pela inserção de anúncios em pontos estratégicos das páginas da web.
    A princípio, a estratégia pode parecer similar com o uso de uma ferramenta de gerenciamento de Ads.
    Seu diferencial, porém, é que todos os anúncios serão exibidos apenas para usuários que já visitaram o site, demonstrando interesse em comprar os produtos. Assim, a probabilidade de conversão é muito maior.

    Remarketing

    remarketing é uma estratégia com muitas semelhanças ao retargeting, não apenas no nome. Por isso, costuma causar alguma confusão. Aqui, o foco ainda é atingir quem já mostrou interesse no seu produto, mas a comunicação é feita principalmente por e-mail.
    É possível segmentar o envio de e-mails por listas, diferenciando os indivíduos que já realizaram compras, os que apenas visitaram o site e aqueles que abandonaram um carrinho antes do checkout.
    As mensagens podem avisar sobre promoções, novos produtos ou, até mesmo, dar lembretes sobre compras não finalizadas.

    4 . Invista na experiência do usuário

    Imagine que você está visitando uma loja física onde todos os produtos estão bagunçados, tornando difícil a missão de encontrar o que você procura.
    Além disso, a temperatura não é agradável, os atendentes são despreparados e, para piorar, a fila é gigantesca.
    Você provavelmente consideraria essa uma experiência desagradável e hesitaria antes de retornar ao estabelecimento, concorda?
    O mesmo vale para lojas virtuais. Obviamente o cenário é diferente, mas o conceito de experiência do consumidor é tão ou mais importante.
    Isso porque a facilidade ofertada pelo uso da internet faz com que, ao notar qualquer coisa que o incomode, o cliente possa rapidamente fechar a janela e buscar outra loja online.
    Por isso, certifique-se de que a experiência do usuário é a melhor possível.Seu site deve contar com produtos bem especificados, informações organizadas e possibilitar uma navegação rápida e eficiente.
    O ideal é que todas as informações do site possam ser acessadas com no máximo três cliques.

    Tenha um site responsivo

    Mais de 44% das compras realizadas em e-commerce são feitas com o uso de um smartphone. Sabendo disso, fica clara a importância de contar com um site responsivo.
    responsividade de um site diz respeito à facilidade que ele tem em se adequar aos diferentes formatos de tela e dispositivos.
    Dada a importância que os aparelhos móveis têm para a realização de compras online, criar páginas que não facilitem seu uso é uma das maneiras mais eficientes de espantar um cliente.
    Por isso, ao lançar seu site, tenha certeza que ele pode ser usado efetivamente em todos os formatos possíveis.

    Simplifique o processo de checkout

    Outro fator essencial para potencializar vendas na internet é a otimização do processo de checkout.
    Uma página de checkout bem organizada facilita o pagamento e permite que a conclusão da compra seja feita rapidamente, diminuindo o risco de abandono de carrinhos. Quanto mais formas de pagamento disponíveis, melhor.

    5 . Passe confiança no momento do checkout

    Por falar em checkout, sabia que a maioria dos visitantes de uma loja online não concluem esse processo? Isso porque 97% dos consumidores afirmam já ter abandonado a compra depois de selecionar itens. Um dos motivos para a alta taxa do abandono de carrinhos é a falta de confiança que os atinge na hora do checkout.
    Evitar isso não é difícil. Certifique-se de que as informações referentes à sua empresa, como formas de contato e localização, estejam disponíveis para o cliente.
    Além disso, incluir um sistema de atendimento por chat na página de checkout pode ajudar a passar credibilidade e resolver dúvidas de última hora. Confira outras dicas para aumentar a credibilidade do procedimento:
    • mantenha um certificado SSL atualizado;
    • exiba selos de segurança no campo de visão do usuário;
    • deixe clara a sua política de privacidade;
    • explique o que é o código de segurança do cartão;
    • para consumidores internacionais, explique taxas e tarifas.

    Inclua depoimentos de compradores satisfeitos

    Reserve um espaço no seu site para exibir os testemunhos de clientes satisfeitos. Muitas pessoas que desistem no meio do processo de compra o fazem por falta de confiança.
    Ao ler relatos de pessoas que já passaram pela mesma experiência e terminaram satisfeitos, o caminho natural é que o consumidor aumente a confiança em relação à loja.

    6 . Aposte nas redes sociais

    Já não é novidade a capacidade que as redes sociais têm em potencializar as vendas na internet. Isso porque, ainda de acordo com a Content Trends 2018, 85,4% dos pesquisados utilizam as redes sociais como canal para encontrar conteúdos e informações.
    Muito provavelmente sua persona também está por lá. Por isso, a inclusão das redes sociais em sua estratégia de marketing pode ser muito frutífera.
    Para isso, mais uma vez, é essencial conhecer a fundo as características de sua persona. Qual rede social ela usa mais ativamente? Qual tipo de conteúdo costuma causar maior engajamento?
    Observar a atuação da concorrência em redes como o Facebook e Instagram é uma ótima forma de obter esses insights e desenvolver sua própria estratégia.
    A atuação de uma empresa em redes sociais vem ganhando cada vez mais possibilidades.
    Funcionalidades como o Business Profile do Instagram e a ferramenta de anúncios do Facebook permitem a segmentação de público e lançamento de anúncios direcionados.
    Ademais, é possível monitorar o andamento de cada campanha e tomar medidas para sua potencialização.

    7 . Dê valor ao e-mail marketing


    Algumas pessoas insistem em dizer que o uso de e-mails está defasado. Isso certamente não é verdade quando o assunto é potencializar vendas na internet.
    O e-mail marketing segue como uma das estratégias consideradas mais eficientes para engajar, educar e se relacionar com clientes. Afinal, juntamente ao uso de mecanismos de busca, a consulta de e-mails é a principal atividade de usuários online.
    A estratégia de e-mail marketing deve ser definida com base nas particularidades de sua persona.
    Procure entender quais são os dias e horários que ela está mais disposta a checar tais mensagens, assim como o tipo de conteúdo que mais chama sua atenção.
    Lembre-se, o e-mail não deve ser limitado a ofertas, mas também trazer conteúdos relacionados e educativos.
    Para o uso eficiente do e-mail marketing, algumas práticas devem ser adotadas. O processo de teste A/B, por exemplo, busca entender o formato mais bem-aceito pelos destinatários.
    Assim, são enviadas mensagens com diferenças marcantes, a fim de determinar qual foi mais bem-sucedida. Entender as preferências de seus contatos é determinante para o sucesso da estratégia.
    Potencializar vendas na internet não é uma tarefa fácil, mas completamente alcançável se as técnicas certas forem utilizadas. Lembre-se que o marketing digital é um mercado extremamente competitivo, por isso, todo detalhe conta.
    Entenda bem a sua persona, invista em seu engajamento e foque em produzir a melhor experiência de compra possível. Assim, o caminho natural é observar um crescimento significativo na conversão de vendas.

    Sem comentários